Índia caminha para ultrapassar China como maior importador de GLP do mundo

CINGAPURA, 27 Dez (Reuters) – A Índia está a caminho de
superar a China como maior importador de gás liquefeito de
petróleo (GLP) neste mês, à medida que um esforço para
substituir o uso de lenha e esterco animal para cozinhar
impulsiona o consumo.
Dados de embarques disponíveis no Thomson Reuters Eikon
mostram que os embarques de GLP para a Índia alcançarão 2,4
milhões de toneladas em dezembro, colocando-a acima da maior
importadora China, com 2,3 milhões de toneladas, pela primeira
vez.
As compras de GLP da Índia subiram de apenas 1 milhão de
toneladas por mês no início de 2015 apoiada em um programa do
governo para levar energia a milhões de residências pobres que
dependiam de fogueiras a céu aberto.
“O crescimento na Índia é incrível. O fato de que eles
cresceram de 140 milhões de instalações subsidiadas em
residências em 2015 para 181 milhões agora é muito
impressionante”, disse Ted Young, diretor financeiro da Dorian
LPG à Reuters.
Com uma frota de 22 navios-tanque, a Dorian, sediada nos
Estados Unidos, é uma das maiores transportadoras de GLP do
mundo.
O GLP, uma mistura de propano e butano, é usado na cozinha e
em transporte, bem como na indústria petroquímica. O mercado
global é parecido em tamanho com de gás natural liquefeito, com
cerca de 300 milhões de toneladas negociadas por ano, embora
ambos sejam ofuscados pelo mercado de petróleo, que está em
níveis acima de 4 bilhões de toneladas por ano.
(Por Henning Gloystein)

REUTERS LM LC

Share