Consultor: subsídio no gás de cozinha deveria ser destinado a famílias de baixa renda

Fonte: O Globo

“O subsídio existente nos preços do gás de cozinha, conhecido também como botijão de gás, deveria ser destinado aos consumidores com renda mensal de até um salário mínimo. As famílias que se enquadram nessa classe representaram, nos últimos 10 anos, cerca de 25% dos domicílios em todo território nacional. Sendo assim, 75% dos domicílios que não precisam desse tipo de auxílio acabam se beneficiando. Logo, o subsídio ao gás de cozinha é socialmente injusto e precisa ser revisto com urgência. O correto seria criar uma compensação para as famílias de baixa renda, por exemplo, embutida no Bolsa Família ou na forma de um ‘vale gás’. Sem falar em outra deturpação que é o fato de que, hoje, quem comercializa gás de cozinha nas comunidades mais pobres são as milícias, que cobram algo como 30% a mais no preço do botijão e, com isso, apropriam-se do subsídio.”

Share